domingo, 20 de janeiro de 2013




BAREN  

 


Baren é um projecto de xilogravura que tenho vindo a desenvolver na Porta Verde em Aveiro.
Um baren é um instrumento de gravura. Foi concebido pelos japoneses para ser usado na xilogravura. Tem uma forma circular e é constituído por camadas de cartão, corda e, elegantemente revestido por uma folha de bambu.
É com este objecto que os gravadores japoneses (e não só) transferem as suas imagens da matriz de madeira para o suporte de papel. É um objecto belo.
Vi um baren pela primeira vez na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, no contexto de um workshop de xilogravura japonesa com o professor Hiroshi Murayama, em 2010. 

 

Ao longo do trabalho, o “vestido” de bambu do baren do professor rompeu-se. Murayama olhou-o atentamente. Antes que lhe desse um destino, apressei-me e solicitei-o. Fiquei com a folha de bambu que, tem na sua composição as memórias das imagens que fez nascer no papel de todos os gravadores que o usaram.